Por que o raio fere certas substâncias e outras não?

Por que o raio fere certas substâncias e outras não

Inauguramos a série Desafio livro dos Porquês com essa singular pergunta, extraída do Volume 9 da Coleção Tesouro da Juventude.

Eis a brilhante resposta encontrada no livro:

Todos sabemos que, quando o raio pode escolher entre um pára-raios, que é uma barra de ferro, e o resto do telhado de uma casa escolhe o primeiro. Ninguém ignora que ele procura sempre os corpos metálicos, de preferência aos outros, e que em toda parte cai sobre as árvores e não sobre o terreno que as rodeia. A razão é sempre a mesma: a eletricidade prefere o caminho mais fácil, ou, por outras palavras, o caminho que lhe oferece menor resistência; este princípio é aplicável a muitas outras coisas além da eletricidade e até a nós próprios. Assim, pois, se a eletricidade passa à terra fazendo caminho por uma árvore, deve ser porque esta última lhe facilita a passagem. Eis a razão por que não devemos permanecer junto às árvores durante as trovoadas. Sempre que a eletricidade tiver ocasião de escolher, preferirá os corpos metálicos, porque todos os metais são bons condutores de eletricidade. Deste modo, um pára-raios protege uma casa, contanto que o condutor metálico desça sem interrupção até se enterrar no solo. Se a ferrugem ou qualquer outra coisa destruiu uma parte do condutor, como algumas vezes acontece, e este não chega até o solo, o edifício recebe toda a descarga elétrica; neste caso, portanto, o pára-raios é mais prejudicial que útil, pois, longe de proteger a casa, atrai sobre ela o raio.

Com essa explicação primorosa, os autores introduziram outros princípios importantes, tanto para o estudo das ciências naturais quanto para a educação do caráter:

  • O “caminho” da eletricidade é similar ao “caminho” do calor. Sempre percorre os meios que lhe oferecem menor resistência.
  • Uma tendência natural do ser humano é a busca de atalhos e facilidades para superar os obstáculos naturais da vida.

A explicação é simples e eficaz, perfeita para crianças menores e que ainda não estudaram o assunto da Eletricidade em Física.

No entanto, se o seu filho(a) já souber mais sobre esse assunto e quiser uma explicação mais técnica, encontrei esse vídeo do Professor Douglas Gomes que gostei bastante também:

Qualquer dúvida, estou à disposição!

Lília Ribeiro

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email